Inovação

A inovação é o caminho mais eficaz para a melhoria dos factores de competitividade das empresas.
Cientes desta realidade, investimos criteriosamente em actividades de investigação e desenvolvimento com o duplo objectivo de aumentar a gama de produtos e acabamentos dos mesmos, aumentando a diversidade da nossa oferta, e encontrar destino sustentável e economicamente viável para os resíduos resultantes da nossa exploração procurando a sua aplicação como produto com valor comercial.
Esta actividade de I&DT tem-se desenvolvido em 3 áreas:
-Modelação de peças 3D e novos acabamentos superficiais
-Coloração de Granito
-Valorização dos resíduos

Modelação de peças 3D e novos acabamentos superficiais
A partir de projectos fornecidos pelos clientes ou emergentes do nosso gabinete de concepção temos capacidade interna para produzir peças em pedra com qualquer tipo de forma, recorrendo a máquinas de controlo numérico com 3 e 5 eixos de liberdade e a máquinas de corte por jacto de água, acabamentos e texturas inovadoras, de elevado valor estético, que até aqui não se encontravam no mercado.
Exemplos de peças e de acabamentos realizados:

Peças especiais

Texturas

Coloração de granito


Pelo facto de em Portugal nos chegarem a preços exorbitantes materiais exóticos de cores vivas e elevado valor comercial e simultaneamente se encontrar em quantidades razoáveis granitos de cores claras decidimos, em colaboração com a Universidade de Trás os Montes e Alto Douro, investigar a capacidade dos granitos nacionais absorverem e reterem cor que lhes permitisse competir com os de importação.

Neste momento já identificamos substâncias e processos que nos permitiram colorir de forma estável peças de granitos por um período de tempo muito satisfatório.
A disponibilização deste produto inovador no mercado dependerá de resultados adicionais emergentes dos ensaios laboratoriais em curso, em câmaras climáticas que simulam condições naturais a que as pedras estarão sujeitas na sua aplicação, de modo a avaliar a evolução do acabamento em função de vários parâmetros tempo, temperatura, humidade, raios UV, etc.
A evolução positiva deste projecto e os resultados alcançados já exigiu, de forma a salvaguardar a propriedade intelectual deste projecto de I&D, o registo de varias patentes em nome da Transgranitos.

Valorização dos resíduos


Entre lamas resultantes do tratamento da água do processo de fabrico, e desperdícios de pedra resultantes das sobras na serragem e corte das peças, a empresa produz em média cerca de 20 toneladas destes resíduos por dia, e tem de custear o seu transporte e deposição em aterro autorizado de forma a dar resposta às exigências sociais e ambientais.
De modo a evitar esses encargos e a promover um ambiente mais sustentável, a empresa, em conjunto com a UTAD, está a investigar formas economicamente viáveis de aproveitamento desses resíduos, como o fabrico de tijolos, de lajes de pavimento, de muros “enjaulados” de desperdícios, e a investigar a criação de substratos à base de lamas, com capacidade de florestação, muito útil na recuperação de pedreiras e taludes de estradas.